Adrenalina Motos Yamaha Av: Ataliba Almeida,1274 Tel. (98) 3471-1120.

Adrenalina Motos Yamaha  Av: Ataliba Almeida,1274 Tel. (98) 3471-1120.

HCC/CLÍNICAS

HCC/CLÍNICAS

A notícia do seu ponto de vista

A notícia do seu ponto de vista
Notícias do Baixo Parnaíba Maranhense, Brasil e do Mundo

terça-feira, 28 de julho de 2015

Blogueiro que ensina a estuprar desafia Polícia Federal: "Não vou parar"


Textos defendem violência como forma de disciplinar "mulheres que tenham conduta imoral"

CN1, com informações do R7

Terça-Feira, 28 de julho de 2015

Foto: Reprodução
Um blogueiro ensina em sua página o passo a passo para estuprar uma mulher. E se alguém pensa que ele tem medo da polícia, se engana.

Ele desafia as autoridades a cada publicação em que faz apologia à pedofilia, ao estupro de lésbicas e à violência a judeus. Na página, ele diz se considerar um injustiçado. O seguidor da "filosofia do estupro" afirma que é vítima de racismo e é discriminado por ser gordo. Ele se diz pardo, porém "branco de coração".

O blogueiro é, supostamente, morador de Várzea Grande no Mato Grosso. A Polícia Civil do Estado afirma que páginas como as dele são monitoradas e que não irá se pronunciar para não atrapalhar as investigações.



Operação das polícias Civil e Militar apreende drogas, armas, dinheiro e prende seis em Chapadinha


Por CN1

Terça-Feira, 28 de julho de 2015


Uma operação conjunta das polícias Militar e Civil resultou na apreensão de diversas drogas no Conjunto Nota 10  em Chapadinha, na tarde desta terça-feira (28). 

Os Policiais civis da equipe de captura da 3ª  Regional de Polícia  e do Serviço de Inteligência do 16º BPM de Chapadinha,  já vinham  investigando e monitorando a movimentação dos supostos traficantes. Durante a ação, cinco pessoas foram presas e um menor apreendido. 



No local, foram encontrados 80 gramas de maconha “tof tof”,  80  trouxinhas de maconha natural, 75 pedras de crack, 09 embalagens de cocaína, 92 cabeças de maconha "tof tof" - pronta para consumo, uma certa quantidade de sementes de maconha, 01 garrucha (arma de fogo de fabricação caseira), 01 faca, chumbo, espoleta, 01 celular, 10 Pen drives, embalagens para drogas e  R$ 31,50 em dinheiro.

Os presos foram conduzidos para o 1º Distrito Policial, onde, de acordo com os policiais, foi lavrado o auto de prisão em flagrante contra os suspeitos.




O crime que motivou a redução da maioridade penal para 10 anos na Inglaterra


Relembre o assassinato brutal que inspirou a polêmica redução da maioridade penal para 10 anos na Inglaterra.

Terça-Feira, 28 de julho de 2015

Assassinato cometido pelos meninos Robert Thompson e Jon Venables motivou a redução da maioridade penal na Grã-Bretanha para 10 anos de idade

Mais de 20 anos depois, o assassinato de um menino de dois anos por dois garotos de 10 anos permanece sendo uma das principais referências em discussões sobre maioridade penal na Grã-Bretanha.

O caso oferece interessantes pontos de comparação no debate sobre o tema no Brasil, a redução da maioridade penal.

James Bulger foi raptado em um shopping center de Liverpool e morto, com requintes de crueldade, pelos garotos Robert Thompson e Jon Venables. O caso teve repercussão internacional e causou surpresa em vários países pela decisão das autoridades britânicas de julgar Thompson e Venables em um tribunal comum, em 1993.

Na época, a maioridade penal era de 14 anos. Mas a promotoria conseguiu levar Thompson e Venables a julgamento por tribunal comum porque conseguira provar que a dupla tinha plena consciência de que tinha cometido uma ação extremamente errada.

Cinco anos depois, durante o governo trabalhista de Tony Blair, político que era da oposição durante o caso Bulger e criticara abertamente a estrutura legal vigente, a maioridade penal britânica foi reduzida de 14 para 10 anos de idade.

No entanto, diferentemente do que aconteceu com os assassinos de Bulger, a lei estabelece que crianças e adolescentes de 10 a 17 anos presos e levados ao tribunal por crimes têm direito a tribunais especiais, sentenças mais brandas que as equivalentes para adultos. E, assim como Venables e Thompson, são mandadas para reformatórios especiais. Mesmo jovens de 18 anos são enviados para prisões adultas com limite de idade de 25 anos.

No mundo ocidental, apenas Escócia (oito anos), Nigéria e Suíça (sete) têm idade criminal mais baixa.

A ONU critica periodicamente o governo britânico pelo que considera uma faixa etária inadequada, e organizações de defesa dos direitos da criança regularmente tentam forçar uma discussão mais formal no Legislativo.

E mesmo vozes favoráveis ao status quo mostram preocupação. E elas, a de Laurence Lee, advogado de defesa de Venables no julgamento de 1993.

Em entrevista à BBC Brasil, Lee descreveu o julgamento dos meninos como “um circo alimentado pela mídia e por uma sociedade sedenta de vingança”.

Lee faz a ressalva de que a maioridade penal “é apenas um número se não for acompanhada de uma estrutura que simplesmente não criminalize crianças ou adolescentes”.
“Eles foram tratados como adultos, não tiveram o acompanhamento psicológico necessário e isso os marcou para sempre. Isso, na minha opinião, é o principal ponto na discussão sobre criminalidade juvenil. Se queremos reabilitação ou retribuição. Caso contrário, discutir a maioridade penal é apenas uma questão de números”, completa Lee.

Tal argumento é endossado por um dos mais vocais defensores de uma elevação da idade mínima no país. Richard Garside, diretor do Centro para Estudos Criminais e Jurídicos, acredita que “o primeiro passo é acabar com a ideia de que é preciso viver em extremos”.

“Não fazer coisa alguma ou simplesmente prender crianças e adolescentes são medidas que não levam em como baixos níveis de bem-estar social e educação, por exemplo. Isso antes mesmo de discutirmos o absurdo da legislação na Grã-Bretanha, que simplesmente dá poderes para que crianças de 10 anos sejam presas.”, diz Garside.

Para o especialista, a maioridade de 10 anos é um disparate diante de outros limites etários impostos para crianças de adolescentes britânicos.

“Na Grã-Bretanha, jovens só podem fazer tatuagens e votar aos 18 anos, e a idade legal de consentimento sexual é 16. São todas decisões baseadas em julgamentos sobre a maturidade intelectual, moral e mental de crianças, então fico sem entender como a mesma lógica não é aplicada ao sistema penal”.
Criminalizar a criança

Chloe Darlington, porta-voz da Children England, rede britânica de ONGs ligadas aos direitos da criança, vê na baixa idade de responsabilidade criminal um fator que deixa ainda mais vulneráveis crianças em dificuldades socioeconômicas.

“Criminalizar crianças que já vivem em circunstâncias difíceis não é benéfico nem para essas crianças nem para a sociedade. O bem-estar das crianças precisa estar à frente de qualquer demanda do público por retribuição (para algum delito cometido)”, diz Darlington.

Thompson e Venables
Os assassinos de Bulger, Thompson e Venables, foram colocados em um programa especial de detenção e enviados para duas unidades especializadas na reabilitação de menores, onde ficaram detidos por oito anos, com acompanhamento psicológico e educacional e o direito de receber visita de parentes.

Ao saírem da prisão, eles e os pais receberam novas identidades e as famílias foram transferidas para diferentes áreas da Grã-Bretanha, depois de receberem ameaças de morte.

Venables, porém, voltou a ser preso em 2010, por distribuir e baixar vídeos de pornografia infantil na internet. Foi solto novamente em 2013, sob nova identidade e com nova relocação.


Da BBC, com edição CN1

segunda-feira, 27 de julho de 2015

WhatsApp tem emoticon de 'dedo do meio' escondido em atualização; veja como encontrar


Segunda-Feira, 27 de julho de 2015

Reprodução
O WhatsApp liberou um emoticon de dedo do meio. Sim, o gesto grosseiro que os nervosinhos de plantão sempre esperaram está disponível, mas ainda escondido. Por enquanto, só usuários do Android poderão contar com o “desabafo”.

Para conseguir o emoticon, porém, há um caminho a ser seguido (veja abaixo). Primeiro de tudo é necessário ir até o site do WhatsApp e instalar sua nova versão, disponível apenas para quem tem Android. Depois, o passo a passo possibilita que o emoticon “escondido” apareça.

Alguns celulares, mesmo Android, poderão não rodar o emoticon se estiverem desatualizados. Os responsáveis pelo sistema de troca de mensagens ainda não informaram se o emoticon entrará oficialmente e se virá para usuários do iOS.

Veja como instalar o emoticon mal criado (lembre-se, é necessário ir até o site oficial do WhatsApp e atualizar o software): 

1) Abra no celular o site https://codepoints.net/U+1F595;
2) Pressione o dedo sobre o retângulo preto até que surja na tela o ícone de copiar e o selecione para que ele vá para a área de transferência do Android.
3) Para o emoji ser exibido, é preciso criar um atalho no teclado: vá a “Configurações”, “Idioma e inserção”, selecionar uma língua (de preferência o português) e optar por “Dicionário Pessoal”
4) Em “Dicionário Pessoal”, clique no sinal de mais para incluir um novo termo;
5) Cole na caixa de texto o símbolo do "retângulo preto" que já tinha sido copiado e escreva uma sequência de texto para servir como atalho;
6) Pronto. Para enviar o emoji de “dedo do meio”, basta escrever o mesmo texto cadastrado como atalho.

Por Redação Yahoo! Brasil, edição CN1

Maranhense morre após aplicar hidrogel no pênis



De acordo com Dorisvaldo Souza, amigo da família, o corpo será levado na tarde de terça-feira (28) para Codó, no Maranhão, onde vivem os pais dele. O enterro deve acontecer na quarta-feira (29) no município maranhense.

Segunda-Feira, 27 de julho de 2015


Um maranhense, natural da cidade de Codó, morreu nesta segunda-feira (27), no interior de São Paulo após ter aplicado hidrogel no pênis.
O maranhense, cujo nome ainda não foi oficialmente confirmado, deu entrada na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE), em Ribeirão Preto, na tarde de sexta-feira (24). De acordo com o Boletim de Ocorrência, o rapaz injetou a substância no pênis, mas não resistiu a um quadro de insuficiência respiratória aguda e morreu quatro horas após ser atendido.
O corpo do maranhense será transferido na tarde desta terça-feira (28) para Codó, no Maranhão, onde vivem os pais dele. O enterro deve acontecer na quarta-feira (29) no município maranhense.
O jovem maranhense vivia em Ribeirão Preto com outros dois irmãos, que estão abalados com a morte trágica do irmão e que, pela circunstância, ganhou repercussão nacional.
Do Blog do Jorge Aragão 

Desconfiado de traição, homem corta cabelo e orelhas da mulher



Segunda-Feira, 27 de julho de 2015

Depois de uma suposta traição, um homem cortou o cabelo e as orelhas da mulher na cidade de Ribeirão, no interior de Pernambuco. A vítima contou que tentava se separar do suspeito, mas ele não aceitava o fim do relacionamento.

Em entrevista à Rede Record, o sapateiro Wellington Machado, de 41 anos, contou em detalhes como mutilou a ex-mulher, a cabeleireira Uiliane Camila, de 26 anos. Os dois eram casados há dez anos.

Ele disse que a convidou para tomar whiskie, mas a cabeleireira não quis e foi dormir. Em seguida, ele começou a mexer no celular da ex-mulher onde teria visto indícios de uma suposta traição.

CRIME

O homem alega que, depois de ler as mensagens no celular, a mulher pegou uma tesoura e o atacou. Ele conseguiu tirar a tesoura das mãos dela e cortou seus cabelos e orelhas.

De cabeça baixa e usando uma peruca, a mulher contou à Rede Record como tudo aconteceu. Segundo a mulher, ela estava dormindo em outro quarto, como fazia há cinco anos, quando o então marido a acordou.

Ele se sentou no sofá e disse que tinha sonhado com uma suposta traição da cabeleireira e mostrou uma conversa no celular dela. Ela negou a traição, mas mesmo assim teve as orelhas e o cabelo cortados. Os filhos da vítima viram a mãe mutilada.


Do R7


Assalto: Bandidos tomam cerca de R$ 9 Mil de funcionários de comercio em Chapadinha.



Por William Fernandes 

Segunda, 27 de julho de 2015

Na manhã desta segunda, 27, ocorreu mais um assalto em Chapadinha. Dois funcionários do Comercial Leite, localizado no Bairro Areal, foram abordados por dois elementos armados, em uma moto Pop, no Centro da cidade, próximo ao semáforo do Armazém Paraíba, quando se dirigiam, também em uma moto, ao Bradesco para efetuar um depósito.

Segundo informações, ainda não confirmadas, as vítimas levavam cerca de R$ 9 Mil. Primeiro, os assaltantes tentaram tomar a bolsa da mulher, onde estava o dinheiro. Ela teria resistido, até que um dos assaltantes apontou a arma e ela entregou a a bolsa.

Na semana passada houve três assaltos a correspondentes bancários em Chapadinha.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes