terça-feira, 8 de novembro de 2011

Caso Paulo VI: Veja vídeo do estupro cometido por rapazes a duas menores em São Luis

O vídeo obtido pelo blog mostra algumas das imagens do estupro cometido por três rapazes a duas menores em São Luís. Elas eram alunas do Colégio Paulo VI, na Cidade Operária. Os autores do crime, moradores do bairro São Cristóvão, gravaram as cenas de sexo com as jovens e divulgaram o vídeo a amigos.

Por Blog do John Cutrim


Os três rapazes teriam dopado as garotas – entre elas uma adolescente de 15 anos – antes de levá-las a uma casa ainda não identificada. Desacordadas, as duas foram violentadas. Toda a ação aconteceu na tarde do dia 4 de setembro último e foi filmada e compartilhada via Internet pelos acusados.

O blog selecionou algumas partes que identificam claramente os rostos dos agressores. A finalidade é que o vídeo seja disseminado nas redes sociais para que os estupradores possam ser localizados mais rapidamente e presos.




Segundo informações de familiares da adolescente de 15 anos, ela estava indo para a escola, o Colégio Paulo VI, no bairro Cidade Operária, quando foi abordada por um homem que estava em um veículo Corsa Classic preto, por volta das 13h. Ele perguntou as horas para a jovem, a pegou pela cabeça e a obrigou a cheirar uma camisa azul com loló (uma droga líquida feita com misturas de álcool etílico ou benzina). Depois disso, ele colocou a jovem em um veículo e a levou para um local desconhecido com os outros dois jovens que estavam no veículo.

A adolescente ficou cerca de cinco horas com os homens e depois foi deixada em uma praça na Cidade Operária. A jovem disse aos pais que não se lembra do que aconteceu entre o momento em que entrou no carro e depois quando foi deixada na praça.

Dois dos acusados, identificados apenas como Tairone e Fernando, já tiveram suas prisões decretadas pela 11ª Vara Criminal da capital. Uma das partes chocantes do vídeo é que os transgressores dizem que o importante é está na mídia. E conseguiram. A mesma mídia também pode colocá-los na cadeia.

A polícia pede que, se alguém tiver informações sobre a localização dos malfeitores, entre em contato com o Disque-Denúncia pelos telefones             (98) 3223-5800       (capital) e            0300 313 5800       (interior).

Gravações

Segundo o vídeo do estupro, o jovem que está filmando diz: “Ela vomitou foi feio. Eita desgraça!”. A jovem aparece deitada de lado, com um deles tentando tirar-lhe a calcinha, numa área parecida como um terraço da residência, por ter um portão grande ao fundo.

Vendo que o amigo tentava tirar a calcinha da jovem, um deles diz: “Tira tudo não! Vai dar o maior trabalho pra colocar depois. Tu é louco?”. Toda a transcrição das falas foi feita pelo blog do jornalista blog do Gilberto Lima.

Os jovens seguem fazendo uma espécie de revezamento. Mais à frente, um deles volta a dizer: “Ela tá vomitando pra desgraça!”

Incomodado com a posição, um dos acusados ordena: “Empina um pouco mais!”. É prontamente atendido, como se a jovem entendesse o que estava acontecendo, mas sem condições de reagir.

Aos 6’56’’ do vídeo, a jovem reage e diz, cruzando as pernas e colocando a mão direita nas nádegas, com um deles tentando continuar o ato sexual: “Ai, ai! Para, para, para!”.
Um dos jovens pergunta: “Quê que foi? Agora que tá ficando bom!”
A jovem, ainda deitada, tentando se levantar, responde: “Para. Não quero!”
Inconformado, um dos acusados volta a dizer: “Tá acabando!”

A jovem responde, elevando o tom da voz: “Não quero, pôxa!”. Foram as últimas palavras da jovem no vídeo. Em seguida, ela aparece sentada, com um dos acusados de pé, tentando forçá-la a fazer possivelmente sexo oral.

No final, a vítima e um dos jovens aparecem, ainda sentados no chão, encostados em dois sofás.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes